Logotipo | Garagem de Bolso
Garagem de Bolso Notícias Automotivas
Cargo do brasileiro Carlos Ghosn na Nissan segue em aberto
Cargo do brasileiro Carlos Ghosn na Nissan segue em aberto

Cargo do brasileiro Carlos Ghosn na Nissan segue em aberto

por Emerson Lemes Santos


Carlos Ghosn, ex-CEO da Nissan, preso no Japão — Foto: Reuters

Detido no Japão, desde 19 de novembro por fraude fiscal, Carlos Ghosn ocupava o cargo de Presidente do conselho de administração da Nissan, hoje (17), o grupo se manifestou sobre o processo de substituição do brasileiro.

"O conselho aponta a continuação das discussões" do comitê de três membros encarregado de propor um nome "e reafirmou seus esforços para informar plenamente seus sócios da aliança, Renault e Mitsubishi Motors".


Preocupada com a reputação negativa do caso, a Nissan ainda está longe de dar um ponto final nisso, notificada como pessoa jurídica, a montadora convocou uma assembleia geral entre os acionistas o mais rápido possível.

Todo o modelo de Governança Corporativa da aliança deverá ser revisto e consequentemente, modificado.
Carlos Ghosn está sendo processado de ocultar das autoridades japonesas quase 9 bilhões de ienes (cerca de 69,1 milhões de euros - somando as duas acusações), no período entre 2010 e 2015.

A Nissan também o acusa de usar ilicitamente residências de luxo pagas pela empresa em várias cidades. Uma delas, no Rio de Janeiro, é objeto de um processo.

Quem é Carlos Ghosn?

Nascido em Porto Velho (RO), em 1954, de família libanesa.
Em 1978 formou-se em Engenharia, na França e entrou para a Michelin.
Em 1996, vai para a Renault.
Em 1999, também passa a trabalhar para a Nissan, e passa a ser o responsável direto pela recuperação da montadora, que no momento, beirava a falência.
Em 2016, a Mitsubishi Motors foi comprada pela Nissan. A aliança entre Renault, Nissan e Mitsubishi Motors representa o maior grupo automobilístico mundial. Em 2017, vendeu 10,6 milhões de veículos.
Em 2018, é preso no Japão.