Logotipo | Garagem de Bolso
Garagem de Bolso Notícias Automotivas
Jac T80 chega em fevereiro por R$ 139.990, pré-venda começa amanhã (21)
Jac T80 chega em fevereiro por R$ 139.990, pré-venda começa amanhã (21)

Jac T80 chega em fevereiro por R$ 139.990, pré-venda começa amanhã (21)

por Emerson Lemes Santos


(Foto: Jac T80/Divulgação)

Confiante em um 2019 melhor, a Jac Motors acaba de anunciar seu primeiro veículo de luxo no Brasil, trata-se do Jac T80, ele chegará em fevereiro, em uma única versão.

A pré-venda começa amanhã (21), a nova aposta da montadora chinesa contará com capacidade para 7 ocupantes, motor 2.0 turbo de 210 cavalos, quadro de instrumentos digital com tela de 12,3 polegadas, central multimídia com tela de 10 polegadas, sistema de áudio Infinity de alta-fidelidade com 10 alto-falantes, controle de estabilidade e 6 airbags.

Acompanhado de câmbio automático de 6 marchas com dupla embreagem.
Quem quiser adquirir o luxuoso veículo terá que desembolsar R$ 139.990.

O principal concorrente do Jac T80 também é chinês, e custa R$ 132.777, estamos falando do Lifan X80 - Temos certeza que você também notou que ambos os modelos chineses possuem o número 80 em seus nomes...

Na filosofia chinesa, o número 8 representa a inclusão, nada mais propício ao momento das montadoras chinesas no Brasil, a ver o reconhecimento que a Caoa Chery tem conquistado, a própria Jac Motors deu o que falar quando pisou aqui.
Já o número 0 representa o ilimitado, seria apenas coincidência?

Ficha técnica do JAC T80 2019

Motor 2.0 turbo com injeção indireta com start-stop;

Potência: 200 cv;

Tração dianteira;

Câmbio automatizado de dupla embreagem;

Suspensão com conjunto McPherson no eixo dianteiro e multilink no traseiro;

Comprimento: 4,79 metros;

Largura: 1,90 metro;

Altura: 1,76 metro;

Distância entre eixos: 2,75 metros;

Capacidade: 7 lugares.

Sobre a Jac Motors

Marcas chinesas ainda causam estranhesa em muita gente, elas já fazem parte do nosso cotidiano e estão ganhando cada vez mais território, a Jac Motors foi fundada em maio de 1964, na China.
Em março de 2011, a chinesa JAC Motors "chegou chegando" ao mercado brasileiro, de cara abriiu 50 pontos de venda, e contratou o apresentador global Fausto Silva, o Faustão, como embaixador, rapidamente deu o que falar com os modelos J3 e J3 Turin, a versão hatch que custava R$ 37.990 era completa de tudo, também oferecia 5 anos de garantia.

Muita gente apostou na novidade e a Jac Motors ganhava notoridade a cada dia, veio a crise econômica e com ela a queda nas vendas, os modelos J3 e J3 Turin deixaram de ser fabricados e a montadora chinesa passou a apostar em SUVs, como T40 e T50.
No início de novembro, o grupo SHC, presidido por Sérgio Habib, revendedora e importadora da marca chinesa JAC Motors, entrou com pedido de recuperação judicial.
Dívidas do grupo chegariam a exatos R$ 517.743.863,36, segundo a ação. Regime de recuperação judicial permite renegociá-las de modo mais vantajoso

A assessoria de imprensa do grupo SHC preparou a seguinte nota:

"O Grupo SHC iniciou suas atividades em 1990 como importador da marca Citroën no mercado brasileiro. Ao longo desse período, a empresa foi crescendo organicamente, até que, em 2011, com um total de 95 concessionários, atingiu a marca de 100 mil automóveis novos e usados vendidos no ano.

De 2011 a 2018, o mercado brasileiro de automóveis apresentou uma retração de mais de 30% nas vendas, consequência direta da crise econômica que assolou o país. A marca que representava o principal negócio do Grupo SHC, num movimento ainda mais expressivo, desmoronou cerca de 80% nas vendas neste período – caindo de 90 mil unidades vendidas em 2011 para menos de 20 mil em 2018.

Como consequência desse notável encolhimento e de um tratamento não isonômico, o Grupo SHC teve que fechar todas as concessionárias Citroën no país.

Em paralelo, a JAC Motors, marca que o Grupo SHC representa no Brasil, celebra excelentes resultados em 2018, crescendo mais de 20% neste ano, enquanto o mercado global de automóveis aumentou as vendas em apenas 14%.

Com o intuito de preservar e potencializar a JAC Motors no Brasil, o Grupo SHC entrou hoje, 1º de novembro, com um pedido de recuperação judicial na cidade de São Paulo. A decisão foi motivada pela necessidade de buscar proteção judicial para uma repactuação de seu passivo junto a bancos, parceiros e fornecedores e, dessa forma, fortalecer a JAC Motors Brasil, sua principal operação.

Após cinco anos da maior recessão já enfrentada no setor automotivo brasileiro e de diversos ajustes, que não foram suficientes para compensar a grande queda de volumes e prejuízos financeiros que tivemos principalmente na operação Citroën, tomamos essa decisão, prevista em lei, para proteger a nossa companhia, nossos 700 colaboradores e os mais de 100 mil clientes da marca”, disse Sergio Habib, presidente do Grupo SHC.

As atividades de importação, distribuição, vendas e pós-venda (garantia, manutenção e fornecimento de peças) da JAC Motors continuam inalteradas e preservadas, à medida que a marca goza de um ambiente favorável e próspero no mercado brasileiro. Vale reforçar que o pedido de recuperação judicial do Grupo SHC protege e preserva a relação entre a empresa e os consumidores da marca.

Em 2018, além do crescimento nas vendas, a JAC Motors promoveu um importante lançamento em abril, o T40 CVT, que logo se tornou o carro chinês mais procurado do Brasil, e apresenta, no próximo dia 13 de novembro outro novo modelo, o T50, de forte impacto positivo nas vendas da companhia. Em janeiro, a marca vai lançar um SUV de 7 lugares, o T80, e uma picape cabine dupla em meados do ano.

A JAC Motors reafirma seu compromisso com o mercado brasileiro, investindo na qualidade de seus produtos, atendimento na pós-venda e relacionamento com os clientes. Ressaltamos a relevância dos nossos parceiros comerciais e dos nossos 700 colaboradores pelo apoio e registramos nosso agradecimento."