Logotipo | Garagem de Bolso
Garagem de Bolso Notícias Automotivas
Análise: Má fase da seleção brasileira de futebol pode arranhar a imagem da Fiat?
Análise: Má fase da seleção brasileira de futebol pode arranhar a imagem da Fiat?

Análise: Má fase da seleção brasileira de futebol pode arranhar a imagem da Fiat?

por Emerson Lemes Santos


No dia 14 de março, a Fiat Brasil anunciou a nova parceria com a seleção brasileira de futebol, até 2022, ano da próxima Copa do Mundo de Futebol.

O próximo jogo oficial da seleção brasileira será no próximo dia 14, contra a Bolívia, na estreia da Copa América, que será realizada no Brasil.
Essa será a primeira partida em competições oficiais, desde quando a parceria Fiat e seleção brasileira foi firmada, porém, não faltaram polêmicas... tendo como ator principal o craque Neymar, que recentemente perdeu a braçadeira de capitão para o lateral direito, Daniel Alves.

Tite também foi alvo de duras críticas, especialmente sobre a convocação de Neymar, após o jogador agredir um torcedor na final da Copa da França, e também por escalar jogadores que dificilmente estarão na próxima Copa do Mundo, como o zagueiro Thiago Silva.

Seleção brasileira, os dois lados da moeda

Que a seleção brasileira anda mal das pernas, não restam dúvidas. Em conta partida, talvez ela seja até hoje a maior marca de futebol do mundo, muito por conta de seu passado, cada vez mais longínquo, é verdade, mas está na história e isso, ninguém muda.

Fiat e seleção brasileira, o veredito

Que a verdade seja dita, a Fiat não tem nada a ver com esses últimos episódios da seleção brasileira, ela faz parte apenas de uma ação comercial, focada em expandir sua imagem ligada ao futebol e principalmente, sua exposição.
Como negócio, não parece uma boa ideia.