Logotipo | Garagem de Bolso
Garagem de Bolso Notícias Automotivas
A manutenção do Citroën C4 Hatch é cara?
A manutenção do Citroën C4 Hatch é cara?

A manutenção do Citroën C4 Hatch é cara?

por Emerson Lemes Santos

Não existe outro carro tão equipado por esse preço... e a sua manutenção, é cara?

Quando falamos de um hatch médio com tudo o que temos direito e de quebra um design legal e diferenciado, logo vem à cabeça o Citroen C4 Hatch, mas espera aí...
Já não é fabricado desde 2014, com tanta mudança no mercado, e é ele quem me vem à cabeça?

Ele ainda é melhor que muito carro 0 km em termos de conforto, segurança, itens de série, dentre outros... é exatamente por isso que vem a cabeça, apesar de tudo, segue chamando muito a atenção por onde passa, seus proprietários continuam gastando uma boa nota em mimos para ele.

Porque é gostoso de dirigir, confortável, tem boa arrancada, ótimo isolamento acústico, excelente acabamento interno, seguro, potente (melhor na versão 2.0), estável e pode ser adquirido no mercado de usados a preço de carro popular.

Nós o consideramos um verdadeiro herói, por conquistar tantos proprietários em um mercado que seus rivais são idolatrados, enquanto ele é tachado de carro frágil e ruim.


Citroen C4 Hatch vermelho e prata

Fato é, ele ainda interessa a muita gente, e uma das razões é a sua pequena lista de itens de série:

Equipamento de som AM / FM com CD no painel
Controle de áudio montado no volante
Proteção inferior da carroceria
Tomada com saída 12v dianteira e traseira
Aerofólio preto
Quatro freios à disco com dois discos ventilados
Piloto automático
Cinzeiro na dianteira
Luz de leitura dianteira
Luz no porta malas
Espelho de cortesia para passageiro
Banco traseiro normal - até altura dos vidros (litros): 320 e banco traseiro rebatido - até o teto (litros): 1.023
Tração dianteira, painel de instrumentos
Indicador de revisões, um hodômetro parcial
Conta-giros
Indicador de temperatura externa
Computador de bordo com autonomia de combustível
Acabamento de luxo
Faróis com lâmpada halógena, controle dos faróis manual
Faróis de neblina dianteiros
Luzes de neblina traseira
Pneus: dianteiros, traseiros, 195 x 65 H e 91
Cobertura do porta-malas rígida
Travamento central remoto e sensível à velocidade
Airbag dianteiro para motorista e passageiro com ajuste na altura nos bancos dianteiros
Dois apoios de cabeça com ajuste na altura nos bancos traseiros
Cintos de segurança no assento do motorista e do passageiro com pré-tensionador e ajuste na altura
Cintos de segurança traseiros no assento do motorista
Cintos de segurança traseiros no assento do passageiro
Cintos de segurança traseiros tipo 3-pontos no assento central retrátil
Revestimento dos bancos em tecido de luxo/veludo
Bancos dianteiros individuais
Sem ajustes para motorista
Manual, manual e manual
Bancos dianteiros individuais
Sem ajustes para passageiro, manual e manual
Banco traseiro com capacidade para três lugares
Encosto assimétrico com assento bi-partido e voltado para frente
Volante de direção com ajuste de altura e ajuste na distância multifuncional
Direção Assistida proporcional à velocidade e eletro-hidráulica
Compartimento refrigerado porta luvas
Suspensão tipo McPherson e dianteira com barra estabilizadora
Roda tipo independente e molas helicoidais
Suspensão tipo eixo de torção e traseira com barra estabilizadora
Roda tipo semi-independente e molas helicoidais
Transmissão manual/automática com cinco velocidades no assoalho
BE5 e manual
Ar condicionado com saída traseira
Retrovisor interno
Retrovisores das portas do motorista e passageiro com ajuste elétrico na pintado e luzes indicadoras
vVdro traseiro fixo com anti-embaçante e limpadores do para-brisa de ciclo intermitente
Vidros verdes na cabine de passageiros
Limpador do para-brisa com intermitência automática
Vidros elétricos na dianteira e traseira com acionamento em dois toques
Rodas dianteiras e traseiras em ferro 15
Estepe em ferro e de tamanho reduzido
Distribuição eletrônica de frenagem EBD
Freios assistidos (BAS)
Limitador de velocidade

Se você leu até aqui é porque se interessa mesmo em saber quanto custa a manutenção de um Citroën C4 Hatch, lembrando que as peças foram pesquisadas no Mercado Livre e não incluem preços de mão de obra, e se fossem consultadas na CSS, os preços seriam maiores.

Vamos conferir os itens pesquisados e seus respectivos preços:

Velas de ignição Bosh R$ 160,00.

Coxim do motor (tem que ser original, o paralelo não costuma durar) R$ 400,00.

Kit - amortecedor + bieletas dianteiras R$ 399,49.

Pastilha e disco de freio R$ 499,00.

Cabo de embreagem R$ 499,49. Correia dentada R$ 290,00.

Óleo Total Quartz 15w40 + filtro R$113,20. Filtros AR + combustível R$ 46,00.

Pela quantidade de itens trocados na simulação, e por se tratar de um hatch médio com motorizações 1.6 e 2.0, com status de carro que custa uma fortuna manter
Os números analisados ficaram dentro da realidade para a categoria.

Total = R$ 2.457,20

Preço médio do seguro: R$ 2.100,00

Consumo:

Na cidade, a média é de 8,8 km/l com gasolina e 6,1 km/l com etanol. Na estrada, a média é de 12,4km/l com gasolina e 9,2 km/l com álcool.
Já o C4 2.0 fez, com gasolina, 7,5 km/l na cidade e 13 km/l na estrada.

Peugeot 307 - Defeitos e problemas comuns

Nas reclamações, os proprietários de Citroën C4 Hatch mais se queixam do famoso e problemático câmbio automático AL4, assim como da suspensão (mais especificamente a dianteira) e defeitos no motor.

A suspensão dianteira do Citroën C4 Hatch não costuma resistir por muito tempo.
Outro defeito comumente relatado pelos proprietários é o superaquecimento, o problema também era recorrente nos modelos Citroën C3.

Motoristas de Citroën C4 Hatch dizem que na reparação trocou-se até a bomba de água, mas que a verdadeira causa era bem pior, a junta do cabeçote, que apresentava defeito, permitindo o ingresso de água na câmara de combustão.

Defeito na válvula termostática ou no eletroventilador também são possibilidades.

O marcador de combustível também é outro componente que apresenta defeito, o Citroën C4 Hatch é bastante sensível a combustível de má qualidade, portanto, atenção onde abastece a máquina. Além de manutenções preventivas no sistema de arrefecimento.

Porque o Citroën C4 hatch desvaloriza tanto?

Era comum clientes através de depoimentos na internet apresentar suas insatisfações com os veículos da marca Citroën, especialmente pelo alto preço das peças e defeitos não solucionados.

No início da atividade comercial da Citroën no Brasil, muita coisa precisou ser adaptada, especialmente quando a marca francesa ainda não tinha instalado sua fábrica em Porto Real-RJ, os veículos eram importados e sofreram demais com o péssimo asfalto das ruas brasileiras, combustível de baixa qualidade, assim como a improvisação por parte de alguns mecânicos e clientes.

Com isso, o preço do Citroën usado começou a despencar e a desvalorização acentuada se tornou uma característica infeliz da marca, que assim teve sua imagem arranhada profundamente no Brasil.

Mesmo assim, a fabricante francesa conquistou uma parte do público brasileiro que soube reconhecer e prestigiar a qualidade de seus veículos, sempre muito bem equipados e com itens de tecnologia à frente de seu tempo.

Na prática quem vende um Citroën C4 hatch usado não perde tanto dinheiro como se imagina, especialmente se o veículo foi adquirido de segunda mão, ou seja, houve uma depreciação mais aguda no passado, porém, o veículo ainda não pertencia ao atual proprietário.

Também depende muito do estado de conservação do C4, não é difícil encontrar unidades comercializadas na casa dos R$ 30 mil, quando bem conservadas e com procedência.

Citroën C4 Hatch - Opinião do dono

Citroën C4 Hatch - Opinião do dono (Carros na Web)
Estilo: 9,3
Acabamento: 8,7
Posição de dirigir: 8,9
Tecnologia: 9,3
Interior: 8,9
Porta-malas: 8,3
Desempenho: 8,7
Motor: 8,6
Câmbio: 7,9
Freios: 9,3
Suspensão: 6,9
Consumo: 7,1
Estabilidade: 9,2
Custo-benefício: 7,2
Recomendação: 7,9
Avaliação geral: 8,41